Elenco
Juliana Paes / Juliana Vasconcelos
Dan Stulbach /
Paulo Nigro
Christine Fernandes
Erik Marmo
Betty Lago
Rosane Goffman
Bruna Marquezine
Hélder Agostini
E mais...

Lia (Juliana Paes / Juliana Vasconcelos)

Juliana Paes
Juliana Paes
Lia
Juliana Vasconcelos
Juliana Vasconcelos
Lia Jovem

Os olhos de Lia sempre brilham quando ela fala de um sonho e são ferozes quando defende uma opinião. Ela dança bonitinho, é sedutora, gosta de música, ama, odeia e principalmente se diverte!

A rebeldia de Lia veio cedo, curiosa, gosta de experimentar, de viver intensamente. Prefere se arrepender do que faz a viver pensando no que poderia ter sido. "Eu quero plantar um livro, ter uma árvore e escrever um filho" é o seu lema. Lia é antena, nunca raiz. Sua relação com a filha é a de cúmplice, amiga, têm seu próprio código.


ENTREVISTA - JULIANA PAES

Como esta sendo estrear no cinema como protagonista?

Dá sempre um friozinho na barriga. Quando componho uma personagem, não faço distinção se ela é, ou não, protagonista, pois cada personagem é sempre muito especial. Nesse caso ainda mais porque é cinema. Estou ansiosa mas ao mesmo tempo confiante. O filme vai ser um sucesso, a história é incrível e o roteiro muito dinâmico. Acho que realmente as pessoas vão gostar.


Como é sua personagem Lia, em "Mais Uma Vez Amor"?

A Lia é bem diferente de tudo que já interpretei, pois em "Mais Uma Vez Amor" faço três personagens. Lia aos 22, aos 30 e aos 40 anos de idade. Aos 22, Lia é muito entusiasmada com a vida. É idealista, tem sonhos, acredita que irá marcar uma época e influenciar quem esteja a sua volta. Mas com o passar dos anos, percebe que viver não é tão simples assim, e que os sonhos não são tão fácies de realizar. Mas Lia não se frusta com isso. Com a maturidade se torna irônica, e aos 40 é uma mulher bem resolvida em todos os aspectos, fora o amor.


Já viveu um amor como o de Lia, com encontros e desencontros?

Sou super bem resolvida com os meus ex-namorados, mas como diz letra da música de Tim Maia "Paixão antiga sempre mexe com a gente". Mas com Rodrigo e Lia, não é paixão, é amor de verdade. Um amor raro de se encontrar nos dias de hoje. É uma pena que tenham demorado tanto tempo para perceberem que o que sentiam era verdadeiro e que poderia dar muito certo. Nunca é tarde para o amor, e o filme fala sobre isso.


Como foi contracenar com Dan Stulbach?

Foi maravilhoso. O Dan é uma pessoa muito especial, tem um jeito muito particular de interpretar e se comportar dentro e fora das filmagens. Ele é muito parceiro, gosta de compartilhar, é muito generoso. É muito gostoso trabalhar com ele. Trocamos muita figurinha antes de rodar as cenas. Tenho certeza que este entrosamento será primordial para o filme.


Como foi ser dirigida por Rosane Svartman?

É muito bom ser dirigida por uma mulher. Acho que o filme tem uma visão bem feminina e gosto muito disso. A Rosane está aberta a todas as nossas sensações, intuições e impressões sobre as cenas. Essa cumplicidade foi muito boa para o filme. É bom poder ter espaço para criar no cinema, já que é tudo tão ensaiado, tão marcado e tão medido.


Qual a cena que você mais gostou de fazer?

Eu gostei muito de uma cena feita no Arpoador. Achávamos que o sol não iria aparecer mas de repente abriu um sol incrível surpreendendo a todos e fizemos uma cena super romântica. O espectador vai achar que tudo aquilo foi muito fácil fazer, mas não foi bem assim. Tivemos que acordar as duas horas da manhã para estar no Arpoador e conseguiu pegar o nascer do sol. Outra cena que gostei muito foi a da obra, na construção em que a Lia chega vestida de noiva, acho que vai ficar bem emocionante.


ENTREVISTA - JULIANA VASCONCELOS

O que você achou de fazer "Mais Uma Vez Amor"?

Maravilhoso. É um privilégio trabalhar logo de primeira num filme tão bom como esse. Está sendo muito divertido para mim, estou muito feliz com isso.


Fale sobre a sua personagem. Você se identifica com a Lia?

A Lia é uma menina popular no colégio e tem uma amiga bastante avançadinha. Seu sonho é ser como ela. E para que seu namorado não saiba que ainda é virgem, Lia transa com outro menino, no caso Rodrigo.


Você interpreta Lia que na fase adulta é feita pela Juliana Paes. O fato dela ser uma atriz que está muito em evidência no momento te intimidou de alguma maneira?

Não. Eu fiquei feliz, porque ela é linda. Eu não me acho tão linda assim, mas, para mim, é uma honra trabalhar com ela.